[CITAÇÃO] Microcontos – V.A.

Boa tarde!

A postagem de hoje vai um pouco diferente do habitual.

Resolvi dar espaço aos microcontos, “gênero” (há controvérsias se esse estilo pode ser considerado um gênero ou não) tão em voga atualmente – e aqui não vou entrar na discussão do porquê da importância (re)adquirida, se decorrente da pressa em que vivemos, se fruto da geração twitter & 140 caracteres, se é tudo junto e misturado…

Sim, você prestou atenção? Eu disse (re)adquirida porque o microconto não é uma invenção de agora; escritores clássicos já haviam se aventurado nesse mundo: Kafka, Tchékhov, Hemingway…

Pela própria natureza dos textos, resolvi citar aqui mais de um, tanto para apresentá-los a quem não os conheça quanto para relembrá-los a quem já tenha entrado em contato com os microcontos alguma vez na vida.

Sem mais delongas, eles: os MICROCONTOS (que de micro só têm o nome e o tamanho).


Olha, Pai, eu tentei, mas acho que não deu muito certo não…” (Antônio Prata)

Um homem, em Monte Carlo, vai ao cassino, ganha um milhão, volta para casa, se suicida.” (Anton Tchekhov)

Quando acordou o dinossauro ainda estava lá.” (Augusto Monterroso)

A velha insônia tossiu três da manhã.” (Dalton Trevisan)

Vende-se: sapatinhos de bebê nunca usados.” (Ernest Hemingway)

Uma gaiola saiu à procura de um pássaro.” (Franz Kafka)

2 de agosto: a Alemanha declarou guerra à Rússia. Natação à tarde.” (Franz Kafka)

Fui me confessar ao mar. O que ele disse? Nada.” (Lygia Fagundes Telles)

Anúncios

Um comentário em “[CITAÇÃO] Microcontos – V.A.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s